Desabafo...

Foto de: Anne Guedes



O tempo avança
Numa tentativa de bom sentir, sorrimos, cada um para seu lado...
Os muros caem
Os alicerces de uma vida, tremem...
A constante lembrança de um momento que durou trinta anos
Sobrevoa o pensamento
O âmago sufoca num aperto imenso de saudades
Os olhares cruzam as lágrimas derramadas em rostos que mostram a sua fragilidade
Os abraços não voltarão mais a ser sentidos num quinteto
Os silêncios vencem cada etapa, cada manhã sentida por ti numa solidão que te consome...
Por mais que a tua força exista, a exaustão, o cansaço dos sorrisos que escondem a vontade de chorar, inibem o teu lado sereno, a tranquilidade que te conheci...
Que posso fazer por ti?
Com que mais palavras posso eu abraçar-te?
Que conforto poderei eu dar-te?
Para te libertar dessa nódoa que travou a melodia da tua vida...
Procuro em mim, no meu íntimo alguma força para que consiga pegar-te em meus braços
As dores que vivem nas tuas entranhas, são sentidas em mim num nível muito mais fustigante
Pois não tenho como medir os teus sentires, e assim vivo esta revolta à minha maneira...
O mundo quando cai nos nossos ombros parece até, que estilhaça cada pedaço de nós
Nesta minha fraca agilidade em te consolar, sufoca-me, submerge-me a alma a tal ponto que sinto um vazio desmedido "aqui" dentro...
Onde os sentires se confrontam, onde a penumbra se instala, e de onde eu não consigo sair...
Nunca em momento algum da minha vida, interroguei as minhas capacidades de aceitação, nas decisões que me transcendem...
Hoje contraditoriamente, olho-me, toco-me, sinto-me e vejo em mim um ser que desconheço a cada dia mais...
Quando alguém não está feliz, deve procurar a felicidade! Isto sentia eu! Eu consumia estas palavras sem qualquer sentimento de compaixão...Ninguém tem de estar infeliz, ninguém o merece...
Num acto de rebeldia, de revolta, de incompreenção, de egoísmo... Chego a sentir mesmo uma infantilidade irritante em mim...
Os protagonistas dessa infelicidade são os Seres que me ofereceram ao mundo...
E são eles que "despejam" numa "contena", são eles que "sepultam" trinta anos de momentos com altos e baixos, de lágrimas e sorrisos, de discussões e abraços, de ternuras e amor que sempre existiu, que eu sempre senti, foram eles que me incutiram todo um misto de sentimentos que definem o meu Ser, que dão imagem ao meu interior...
Baixo meu olhar, e deixo que o tempo continue a avançar! Num silêncio preso nas lágrimas que assolam cada sentir, cada pedaço de mim!
Eles nunca mais vão conseguir regar os três canteiros semeados num amor que hoje, não sabe mais como vingar!

23 comentários:

Helena disse...

Simplesmente um beijinho terno e um sorriso :)

É ato bom vir visitar o seu cantinho, como me sinto bem nele, da-nos uma paz de espirito enorme pelo menos a mim... :)

Beijinho e obrigada por existir :)

Jasmim disse...

Doce Helena...

Sorrio-lhe timidamente, não me sinto merecedora de tal agradecimento!

Apenas existo! Apenas, nem sei com que fundamento!

Beijo doce em si
*

Helena disse...

Todos nós temos um fundamento para existir , no minimo ou no maximo para amar-mos alguem... :)

Beijinho....

Jasmim disse...

Helena, se o fundamento da nossa existência fosse apenas esse, o meu "mundo" seria um imenso mar de pétalas brancas emanando um doce aroma de paz...

Só que...a vida exige muito mais de nós! Ou de mim, apenas!

E há momentos que tudo parece dificil de degerir... Acabamos caidos, por aí, num canto qualquer!

Quando por nós passam, acham que estamos bem... Olham-nos, e vêem apenas sorrisos, alegria, vontade de seguir em frente... e sei lá nem sempre assim o é! E precisamos que nos olhem pelo menos uma vez cá para "dentro" onde nada se é capaz de ocultar, onde tudo é natural... Será tudo talvez reflexos de uma imagem que passamos aos outros, escape! Talvez refugio para a dor, doer menos!

Beijo doce em si...

*

Helena disse...

Tenho que confessar que não consigo comentar o que me disse ate porque isso é uma relidade vivida por muitas pessoas, pelo menos por mim... Refugiu-me muito do meu EU no meu ser...



Um beijinho e um sorriso do meundo...

Jasmim disse...

Beijo-a docemente Helena...

Agradeço ter estado aí!

Mas há que voltar ao "mundo" que nos espera... o exterior, onde somos sentidos como seres sorridentes, sem dores! Afinal acaba por ser esse "mundo" que nos "distrai"...

Vou "enfiar" a cabeça nos papeis... e esquecer que algo aqui dentro doi!

Ninguém pode "pagar" o preço que nós "devemos" às adversidades da vida!

:O))

(opsss o rimel vai "borrar-me" o rosto :P)

Que "gaita" não uso à prova de agua!!

rsrsr

beijinho Helena
*

Helena disse...

Não tem nada que agrdecer... :)


Eu tambem não uso a prova de agua , por issso já estou toda "borrada"..

para o proxima compro um á prova de água... :)

Beijinho


Vê o que dá isto é ficarmos as duas "borradas"....

Sorriso

Jasmim disse...

Helena, esta "chuva" até chega a fazer bem à alma :O)

Beijinho doce
*

Helena disse...

Apesar de esta "chuva " fazer bem á alma ,espero que desse lado já tenha parado de "chover"...

E que a "chuva" tenha dado espaço a um "sol" raindo o seu rosto e seus lábios... :)

PoesiaMGD disse...

Espantosas palavras! belíssimas!
Criei um espaço onde podes publicar. Está ainda em formação, mas irá sendo melhorado com ajuda dos seus membros.Queres dar uma vista de olhos?
escritartes.com
Um abraço

Jasmim disse...

Helena...

Eu costumo dizer para mim mesma, que..." A tristeza não me rouba o tempo que preciso para poder sorrir"...Não consigo estar muito tempo "enrolada" no escuro, nas mágoas... Por isso o melhor que consigo é rotular a vida mesmo como sendo um conjunto de momentos...e os momentos são passageiros, afinal, não posso mostrar ao meu mais que tudo o meu lado magoado!

:O) magoa mas ultrapassa-se, vai-se ultrapassando...

beijo doce em si
*

Jasmim disse...

poesiamgd...

Grata pela sua visita...

Hun? Está a desafiar-me? rsrsrs

Passarei para "espreitar"

Sorriso*

Helena disse...

Gostaria de conseguir ser assim... Mas não o sou...

Beijinho :)

Os meus olhos dizem tudo... :)

Jasmim disse...

Helena há que tentar...

E quem de nós depende incondicionalmente não merece de todo sentir o nosso lado frágil, somos nós que temos de mostrar a força, mesmo que custe, mesmo que ela não exista!

Beijinho

Helena disse...

Mas eu isso consigo mostro sempre muita força principalmente aos meus filhotes....
Mas por vezes não consigo, e agoar ando numa fase muito lamechas, mas sorriu e riu muitas vezes e sou uma pessoa bem dispota e com algum sentido de humor...

Beijinho

Jasmim disse...

Então consegue desempenhar os papeis necessários para suportar as adversidades!

Sorrio-lhe Helena

*

kakauzinha disse...

Minha docinha, tantas mágoas carregamos nós nesta vida que nos fazem perder num mar de lágrimas, de dúvidas, de incertezas.

Passamos por tanto, não é verdade? Mas teremos mais dias de certezas e de Sol no olhar porque as nuvens negras também passam.

Vem cá para eu te dar um grande abraço e um beijinho muito sentidos****:))))))

Jasmim disse...

Meu doce de Kakau...

É isso mesmo, as nuvens negras também passam, só assim dão lugar às brancas e fofas, repletas de alegria e sorrisos que nos deleitam a alma...

É como carregar baterias para que possamos "aguentar" a paleta cinzenta!

ó pra mim indo até ti para receber esse abraço :O)

"Danke für den hübschen Freundin, daß du bist!"

*Lächeln*

:O)
*

JOSÉ AGOSTINHO SOARES disse...

Jasmim....
Um sorriso grande para si...
levante a cabeça e caminhe...

sorriso

Um Momento disse...

Doce Jasmim...
Trago-te um raio de Luz...
Um raio de Sol...
Um sorriso meu...
Que abrace o teu...
Um beijo doce, para adoçar mais ainda o teu coração de mel
E Força... muita Força

Beijo sentido... em Ti
(*)

Jasmim disse...

Doce um momento...

beijo doce em ti... É bom sentir a tua força!

Grata
*

Jasmim disse...

Jose Agostinho Soares...

Caminharei sempre sim... Por mais que possa custar-me...

Agradeço e retríbuo o sorriso

:O)
*

Um Momento disse...

Doce e terna Jasmim

Fui em recarregar-me de Boas Energias para as juntar á nossa Força
Ora apanha ai faxabori:)))))

:)))))

Beijo energético todinho em TI

(*)

Gosto-te*