Impulsiva... Espontânea...

Foto de: ABrito



Nem sei que faço aqui a esta hora...
Não sei porque raios o sono fugiu de mim no momento em que "quase" me deixava "apanhar"...
Já olhei o céu, mas as estrelas não brilham, talvez já elas tenham adormecido...
Pego num cigarro, num ápice chega ao fim...
Onde estou? Por onde ando?
Porque teimo em ser impulsiva?
Porque digo e faço "coisas" sem pensar nas consequências?
Olho em redor e não encontro as respostas...
Receio poder ferir, receio poder afastar alguém de mim impetuosamente
Tento encontrar-me, ou encontrar alguém que sinta o que eu sinto, que veja o que eu vejo...
E... Por momentos sinto que posso "estragar" tudo, pelo simples factor Espontaneidade!
Que tantas e tantas vezes "joga" contra mim!
E eu "Burra", "Cega" não vejo, não sinto, não penso!
Sabes o que é sentir que possas estar a "entrar" por caminhos que levam alguém a magoar-se ainda mais?
Mas quando "sufocam" a possível vontade que têm de nos dizer tudo, e que ao mesmo tempo nos sentem "frágeis" demais, pensando que nos vão ferir com as talvez duras palavras e seus sentires?
Que coisa estranha esta!
Ser sensível, não significa para mim ser frágil...
Tenho esta mania "animalesca" de me sentir capaz de suportar tudo, e quantas vezes quisera eu, poder tomar o lugar nas dores Dos que me rodeiam!

Apenas especulei, as certezas transcendem-me... Apenas me sinto insegura neste momento... Mais um momento!

7 comentários:

Um Momento disse...

Doce Jasmim

Bom dia :))
Sorrindo desejo um lindo dia para ti
Beijo carinhoso...em Ti
(*)

Jasmim disse...

Querida um momento...

Dia bom para ti ...

Beijo imenso
******

kakauzinha disse...

Querida Jasmim,

Não creio que a tua espontaneidade possa magoar alguém, tu que és das pessoas mais doces que conheço!

Tens sempre uma palavra de carinho, tens sempre um consolo, lês e comentas com sabedoria, com justiça.

Não, decididamente tu não és pessoa de estragar seja o que for. Confia sempre em ti, na tua intuição e no teu coração.

Eu confio em Ti.

Beijinho grande*********:)))))

Jasmim disse...

Doce kakauzinha...

Queria mesmo que assim fosse, mas por vezes sinto uma insegurança tremenda e receio mesmo acabar por magoar, muito mais do que me magoar a mim mesma! Prefiro "chorar" a fazer chorar alguém, não sei! Sentires estranhos!

As palavras ficam muitas vezes presas, e as que profiro podem ser inconscientemente mal entendidas!

Acabo por sentir culpa de algo que nem sei bem o que é!

Momentos...Fraquezas...Inseguranças mesmo!

(Mas vai passar)*

Grata pela tua confiança!
*************

Excelsior disse...

*erguendo a sobrancelha, ar inquiridor*

De facto... acho estranho, inconcebivel, imaginar que um ser de tal sensibilidade e suavidade, que tem o condão de fazer uma pessoa sentir-se tão especial, tão digna de nota, de atenção e carinho, possa magoar quem quer que seja, dessa forma que dizes...

...Todos os "impulsos" que te conheço, caminham de tal forma para um Dar, para um suavizar de dores e amarguras... para uma multiplicação de sorriso, que...

...enfim, não vejo motivos para tal insegurança ser justificada. Espero que assim seja.

Pela parte que me toca, agradeço todos os dias, essa tua "impetuosidade". :)

Beijinho impetuoso :P
***

Jasmim disse...

Querido excelsior...

Há momentos em que me sinto "perdida" qualquer coisa que faça ou diga me parecem perfeitos disparates...

Destesto o sentimento de vitimização, de culpa mas na verdade muitas vezes me sinto assim!

Erros que se cometem sem retorno!

Momentos de pura insegurança mesmo!
O ser ou sentirem-me como a "Boa samaritana" "joga" tantas vezes contra mim!

Sabes aquela sensação de querer "mudar" o mundo e sentirmo-nos rídiculos no momento a seguir?

Sei lá, estes sentires dariam "pano para mangas"...

Muitas vezes quando se pensa que se está a fazer bem, a má interpretação dos nossos intuitos são um puro fracasso!

O meu fracasso é este mesmo, achar que posso, achar que devo dizer logo de "chapa" o que sinto, fazer sem pensar, fazer apenas por sentir que deveria fazer...
Só que nem sempre está do outro lado, alguém que entenda que nada é pensado, que nada é programado, tudo pelo raio da espontaneidade!

Ui...não me alongo mais, acabarei por complicar!

Beijinho em ti...(e nada tens de me agradecer, tudo o que "sai" de mim é sem retribuições possíveis, sai porque sou mesmo assim!

***

Excelsior disse...

...Hum... A tua resposta recorda-me uma dicotomia... Duas frases:

"De boas intenções, está o Inferno cheio"...

VERSUS

"...o pior pecado, é o da omissão".

E tu tentas, linda Jasmim. E gostas, e queres bem. Continuo a preferir a segunda frase, à primeira. Prefiro errar, e saber que tentei, de coração, a nem tentar, por "medo de falhar".

E ignoro as minhas inseguranças.

Beijinho grande, amiga.
***